Nosso serviço de entrega é exclusivo para moradores da cidade de Alto Paraíso de Goiás (entrega de segunda a sábado) No momento não entregamos em outras localidades. Recebemos o pedido até as 18h para entregar no dia seguinte pela manhã. Dismiss

Agrofloresta SAF Preparo de Solo Manejo Hortaliças Nildo 2

Mapeando o processo de preparo do solo

Uma pessoa preparou um módulo em 3 dias

É isso! Nosso amigo Nildo conseguiu realizar o processo todo em 3 dias incluindo o recolhimento, transporte e trituração de capim para a cobertura do solo.

Nosso módulo tem área de 120 metros quadrados: 25 metros de comprimento por 4,8 metros de largura.

O processo de preparo do solo para o manejo intensivo de hortaliças que aplicamos no módulo 47 do nosso sistema agroflorestal (SAF) ficou assim:

  1. Delimitar visualmente, com um barbante e estacas, a primeira lateral de canteiro;
  2. Realizar um primeiro afofamento do canteiro com o motocultivador;
  3. Aplicar, em cada linha de 25 metros por oitenta centímetros:
    • 1 carrinho de mão de calcário dolomítico;
    • 1 carrinho de mão de pó de rocha;
    • 3 carrinhos de mão de esterco de frango.
  4. Integrar adubação ao canteiro com o motocultivador;
  5. Com auxílio de um rastel misturar a camada superior do canteiro recém adubada esculpindo a superfície do canteiro para ela ficar mais lisa, para facilitar o manejo das hortaliças, e levemente côncava, com o centro mais baixo que a borda, para evitar perda excessiva de água. O canteiro deve ficar em uma altura mais baixa que o caminho, também para evitar perda de água;
  6. Delimitar visualmente, com um barbante e estacas, a segunda lateral de canteiro, a 80cm da primeira;
  7. Retornar ao passo 1 até concluir o quarto canteiro;
  8. Aplicar a seguinte adubação complementar na superfície dos 4 canteiros:
    • 3 carrinhos de mão de esterco de frango;
    • 1/4 de saco de Yoorin Master.
  9. Cobrir o solo da superfície dos canteiros com capim triturado e os caminhos com capim não triturado.

Observação

Houve uma diferença entre o processo adotado neste módulo 47 em relação ao módulo 4. No módulo 4 o Yoorin foi aplicado antes da última utilização do motocultivador, tendo sido portanto integrado ao solo mais profundo do canteiro, até 30cm de profundidade mais ou menos. Aqui no módulo 47 o aplicamos somente na superfície para ser integrado de forma delicada à terra superficial usando o rastel. Desta forma no módulo 47 o Yoorin está mais superficial e portanto mais disponível para as hortaliças.

Vejamos como é que estes dois módulos irão se comportar!

Lições aprendidas

A etapa 3 leva muito tempo quando se tem somente uma pessoa buscando adubo. Esta atividade duraria pelo ao menos 25% do tempo se fosse feita por 4 pessoas. São 5 viagens por canteiro, então 20 viagens.

A etapa 9 demanda que alguém triture a matéria orgânica (MO) antes. Dos três dias, quase um dia inteiro foi dedicado a trituração de MO. É a tarefa mais longa do processo.

Como melhorar

Como este processo tem dois principais gargalos que permitem a realização de paralelismo acredito que no mesmo tempo, com 4 pessoas, poderíamos manejar mais do que 4 vezes a mesma área. Assim como 2 fariam mais que o dobro. Mais experimentos dentro do experimento para realizarmos!

Gratidão ao Nildo por encarar o rojão e ajudar a gerar conhecimento que contribui para melhorarmos o processo ao longo do tempo.

Agrofloresta SAF Preparo de Solo Manejo Hortaliças Nildo 1
Agrofloresta SAF Preparo de Solo Manejo Hortaliças Nildo 5
Agrofloresta SAF Preparo de Solo Manejo Hortaliças Nildo 4
Agrofloresta SAF Preparo de Solo Manejo Hortaliças Nildo 3
previous arrow
next arrow
Slider

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
%d blogueiros gostam disto: