Nosso serviço de entrega é exclusivo para moradores da cidade de Alto Paraíso de Goiás (entrega de segunda a sábado) No momento não entregamos em outras localidades. Recebemos o pedido até as 18h para entregar no dia seguinte pela manhã. Dismiss

Mutirão Agroflorestal - 3 de abril de 2018

Experiência de imersão

A Florestinha é uma iniciativa de produção de alimentos orgânicos em agrofloresta. Contamos com manejo agroflorestal, infra-estrutura e logística de distribuição de excelência. Inicializamos nossas áreas de cultivo com manejo intensivo de hortaliças visando o estabelecimento, no futuro, de uma floresta estratificada com plantas nativas do cerrado brasileiro combinadas com as frutíferas que mais amamos e outras espécies funcionalmente importantes para o desenvolvimento da nossa floresta. Acreditamos na importância de mais pessoas conhecerem agrofloresta e por isto criamos esta experiência de imersão! Programa de imersão em manejo agroflorestal Aqui você terá uma oportunidade de imergir no manejo agroflorestal em uma experiência projetada para lhe apresentar esta forma de praticar agricultura regenerando o planeta. Mais que isto. Para lhe mostrar como é a vida de quem vive de agrofloresta! Compartilharemos com você o máximo do que aprendemos sobre agricultura sintrópica e manejo agroflorestal, bem como o que aprendemos sobre a...

Continue reading

Compre nossos produtos agroflorestais

Praticamos o manejo agroflorestal sem uso de fertilizantes ou defensivos químicos. Nenhum tipo de veneno, mesmo do tipo que não é tóxico, como Óleo de Neem ou Fumo. Isto é necessário porque estamos, no horizonte mais amplo, criando um ecossistema que no futuro será autossuficiente, ou seja, gerará alimento, madeira e solo – e abrigará inúmeros outros tipos de formas de vida – sem receber insumos externos além de água da chuva e luz solar: uma floresta. A seleção de espécies através de venenos mata as “pragas” (ex: pulgão) mas também elimina inúmeros outros habitantes do solo, como a joaninha, a formiga, o fungo, a bactéria e outras formas de vida que participam dos processos que estruturam o solo de uma floresta. Estamos, com muito amor, dedicando a nossa energia para manejar a terra de forma que ela adquira as configurações que habilitarão organicamente o desenvolvimento da biodiversidade necessária...

Continue reading
Florestinha do Vale Verde Agrofloresta SAF Módulo 7

Tipos de manejo que praticamos aqui na Florestinha

Estamos praticando o manejo agroflorestal com duas variações principais. Em ambas usamos a mesma quantidade de calcário dolomítico (250g/m2) e pó de rocha (250g/m2). Esta não é a única nem a melhor forma de praticar o manejo agroflorestal. É apenas a forma que estamos praticando aqui na Florestinha com base na experiência que viemos desenvolvendo. Manejo agroflorestal intensivo de horta Este é um manejo com adubação mais intensiva em função do tipo de culturas. As hortaliças são plantas originárias de regiões com solo mais fértil que o nosso e demandam mais insumo, além de irrigação, para se desenvolverem. Nestas áreas adubamos o solo com mais: 15kg de Yoorin Master por canteiro de 25m x 80cm; e 300 litros de esterco de frango (6 carrinhos de mão) por canteiro. Veja o nosso plano de projeto de manejo para ter uma visão geral do trabalho! Para entender como é que plantamos...

Continue reading
Florestinha do Vale Verde Agrofloresta SAF Módulo 4

Plantio do módulo 4 iniciado!

Realizamos o plantio da linha de árvore do módulo 4 no dia 21 de novembro de 2018 semeando a primeira (e única?) figueira da nossa agrofloresta! Isto em si já é um experimento: manejar uma Figueira semeada em uma área próxima a pomar agroflorestal com cítricos. O módulo está pronto para plantio. Estamos aguardando uma pequena estiagem para plantar as hortaliças. Linha de árvore A linha de árvore do módulo 4 ficou com as seguintes plantas: Banana prata com 3,5m de espaçamento; Eucalyptus globulus com 1,75m de espaçamento, entre as bananeiras; Frutíferas na posição central entre os eucaliptos: 1 Figueira – a primeira árvore frutífera deste canteiro, além das bananas é claro, é esta figueira acima; 5 Tangerinas – nos outros 5 espaços do canteiro planejados para receber frutíferas. Observação O plantio das árvores afetou a cobertura do solo. Será necessário adicionar mais capim triturado neste e em todos...

Continue reading
Agrofloresta Plantio Módulo 47 Florestinha do Vale Verde

Módulo 47 preparado para plantio inicial

Hoje não pudemos plantar devido à chuva constante então aproveito para compartilhar um pouco mais da jornada. Preparo do solo Iniciamos a implantação no dia 21 de novembro de 2018, quando rocei a área para eliminar o excesso de vegetação expontânea que rebrotou após a roçagem e aragem do espaço e orientei o senhor Nildo para realizar os procedimentos de preparação das linhas para o plantio conforme fizemos juntos anteriormente na preparação do módulo 4: afofar a terra, integrar adubação e cobrir o solo. O senhor Nildo concluiu a preparação dos 4 canteiros no dia 23. Clique na imagem a seguir para verificar os procedimentos realizados. Plantio Estamos no momento planejando o plantio das seguintes espécies. Linha de árvore Na linha de árvore realizaremos o plantio das seguintes espécies: Banana Prata Anã com 3,5 metros de espaçamento; Eucalyptus grandis com 1,75 metros de espaçamento, entre as bananeiras; Lichia com...

Continue reading
Agrofloresta SAF Modulo 04 Plantio 1-dez-2018 Michy Linda Florestinha do Vale Verde

Módulo 04

Florestinha do Vale Verde - Módulo 4 Este módulo agroflorestal teve um papel importante na execução do nosso projeto de manejo agroflorestal para 2018, pois nos serviu como laboratório para revisarmos nossa metodologia de trabalho para incorporar as lições aprendidas no primeiro ano e integrar o tratorito ao nosso processo de preparo da terra, que antes executávamos com enxadões. Siga este link para ver um mapa com todos os módulos agroflorestais que compõem o nosso SAF: Sistema Agroflorestal da Florestinha do Vale Verde 1 Preparo do solo Iniciamos as atividades de preparo do solo para implantação deste módulo no dia 29 de outubro de 2018 seguindo as instruções documentadas neste post: Preparando canteiro para hortaliças em manejo agroflorestal 1 29 de outubro de 201831 de outubro de 201831 de outubro de 20184 de novembro de 20188 de novembro de 20188 de novembro de 201813 de novembro de 201813 de...

Continue reading
Agrofloresta SAF Eucalipto Eucalyptus globulus

Plantar 50 mudas de Eucalipto globulus no SAF

Missão iniciada no dia 21 de novembro e concluída no dia 23 de novembro, com o plantio das linhas de árvore dos módulos 1, 2, 3 e 4 da nossa agrofloresta. A distribuição dos eucaliptos (globulus) entre os módulos ficou assim: Módulo 1 – 12 plantas Módulo 2 – 12 plantas Módulo 3 – 13 plantas Módulo 4 – 12 plantas Uma das 50 não conseguiu se desenvolver no tubete e secou. No final chegaram ao chão portanto 49 mudas! Esta será uma área particularmente cheirosa da nossa agrofloresta!  ...

Agrofloresta SAF Preparo de Solo Manejo Hortaliças Nildo 2

Mapeando o processo de preparo do solo

Uma pessoa preparou um módulo em 3 dias É isso! Nosso amigo Nildo conseguiu realizar o processo todo em 3 dias incluindo o recolhimento, transporte e trituração de capim para a cobertura do solo. Nosso módulo tem área de 120 metros quadrados: 25 metros de comprimento por 4,8 metros de largura. O processo de preparo do solo para o manejo intensivo de hortaliças que aplicamos no módulo 47 do nosso sistema agroflorestal (SAF) ficou assim: Delimitar visualmente, com um barbante e estacas, a primeira lateral de canteiro; Realizar um primeiro afofamento do canteiro com o motocultivador; Aplicar, em cada linha de 25 metros por oitenta centímetros: 1 carrinho de mão de calcário dolomítico; 1 carrinho de mão de pó de rocha; 3 carrinhos de mão de esterco de frango. Integrar adubação ao canteiro com o motocultivador; Com auxílio de um rastel misturar a camada superior do canteiro recém adubada...

Continue reading
Florestinha do Vale Verde Agrofloresta SAF Módulo 48 vista sul-norte final implantação realizada

Módulo 48 implantado

Implantação realizada entre os dias 12 e 14 de novembro de 2018. Esta é uma área com características especiais, pois há canos de distribuição de água e energia elétrica, água próximo de onde estou pisando ao fazer a foto, e energia elétrica nesta diagonal com capim não roçado. Diferentemente do planejamento original este módulo tem duas linhas de árvore, somando cinco linhas no total ao invés de quatro. Esta linha exerce papel de barra-vento para o nosso campo. Preparo do solo Neste módulo praticamos pela primeira vez neste sistema o manejo com menos insumos, mais voltado para a regeneração do solo. Para as nossas bananeiras em tubetes cavamos um buraco de 40cm de largura por 40cm de profundidade e adicionamos mistura de adubação similar à que usamos no manejo intensivo para hortaliças: calcário dolomítico, pó de rocha, esterco de frango e Yoorin. Plantio Nas linhas de árvore plantamos Banana...

Continue reading
Agrofloresta Moto-cultivador Buffalo BFG 890 Tratorito Dax

Preparando canteiro para hortaliças em manejo agroflorestal

Conforme planejado em nosso projeto de manejo agroflorestal preparamos uma área de 500 metros quadrados para receber 4 novos módulos agroflorestais, correspondendo aos módulos 1, 2, 3 e 4 esquematizados no mapa do nosso SAF. Cada módulo contém 4 canteiros com 25 metros de comprimento e 80 centímetros de largura. Portanto nestes 500m2 implantaremos 16 novos canteiros. A seguir descrevo como estamos preparando nossos canteiros que receberão hortaliças. Adubação Estamos administrando os seguintes insumos para adubação: pó de rocha (250 gramas por metro quadrado g/m2), calcário (250g/m2), carvão moído (2 metros cúbicos m3) e esterco de frango (3m3), 6 sacos de 40kg de Yoorin Master. O esterco de frango é adicionado em dois momentos: 1,5m3 juntamente com os outros insumos antes de misturar com o tratorito e 1,5m3 no final, antes de cobrir o solo, para que o mesmo fique disponível para as hortaliças. Cobertura do Solo Trituramos a...

Continue reading
Agrofloresta SAF Eucalipto Eucalyptus globulus

Eucalipto Comum (globulus)

Nome Regional: Eucalipto Comum ou Eucalipto da Tasmânia Nome Científico: Eucalyptus globulus Família: Myrtaceae Origem: A área de ocorrência natural da espécie inclui a Tasmânia e o sul do Estado de Victoria (Austrália). Ocorrência: Ocorre ainda em manchas isoladas na ilhas Kinge Flinders, ambas no Estreito de Bass, e nos cumes do You Yangs. Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Eucalyptus_globulus...

Agrofloresta SAF Semente Angico Preto ou Vermelho

Angico Vermelho

Nome Regional: Angico Vermelho Outros nomes populares: angico, angico-vermelho, angico-preto, angico-do-campo, arapiraca, curupaí, angico-de-casca. Nome Científico: Anadenanthera macrocarpa Família: Fabaceae (Leguminosa) Origem: Brasil Ocorrência: Maranhão, região nordeste, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina. Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Angico-vermelho...

Agrofloresta SAF Semente Aroeira Pimenteira Aroeira Rosa

Aroeira Pimenteira

Nome Regional: Aroeira Pimenteira Outros nomes populares: Aroeira-vermelha, aroeira-rosa, poivre-rose, aguaraíba, aroeira, aroeira-branca, aroeira-da-praia, aroeira-do-brejo, aroeira-do-campo, aroeira-do-paraná, aroeira-mansa, aroeira-negra, aroeira-precoce, aroerinha-do-iguapé, bálsamo, cambuí, fruto-do-sabiá. Nome Científico: Schinus terebinthifolia Família: Anacardiaceae Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Aroeira-vermelha...

Agrofloresta SAF Semente Aroeira Verdadeira

Aroeira Verdadeira

Nome Regional: Aroeira Verdadeira Nome Científico: Myracrodruon urundeuva Allemão Família: Anacardiaceae, a família botânica do aderno, do cajá-mirim, da manga e do caju. Origem: Brasil Ocorrência: Ocorre na Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica e é encontrada nos Estados de AL, BA, CE, MA, PB, PE, PI, RN, SE, DF, GO, MS, MT, MG e SP. Fonte: https://arvores.greennation.com.br/species/45...

Agrofloresta SAF Semente Barbatimão

Barbatimão

Nome Regional: Barbatimão Outros nomes populares: barbatimão-verdadeiro, barba-de-timão, casca-da-virgindade. Nome Científico: Stryphnodendron adstringens Família: Fabaceae (Leguminosa) Origem: Cerrado brasileiro Ocorrência: Encontrada em vários estados brasileiros como: Minas Gerais, Goiás, Bahia, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Barbatim%C3%A3o-verdadeiro...

Agrofloresta SAF Semente Baru

Baru

Nome Regional: Baru Outros nomes populares: coco-pereba, coco-barata, baru, barujo, bugueiro, cambaru, castanha-de-bugre, castanha-de-burro, coco-feijão, cumari, cumaru, cumarurana, cumbaru, feijão-baru, feijão-coco, imburana-brava e pau-cumaru. Nome Científico: Dipteryx alata Família: Fabaceae (Leguminosa) Origem: O baru é nativo da vegetação do cerrado brasileiro e das faixas de transição da Mata Atlântica para o cerrado (na floresta latifoliada semidecidual). Ocorrência: Estados de Minas Gerais (Norte, Noroeste, Triângulo Mineiro), São Paulo (norte do estado), Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. Ocorre também na Bolívia, Paraguai e Peru. Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Baru...

Scroll to top